Em entrevista para o site Reinsurance News, o vice-presidente de dados da Munich Re Automation Solutions, Patrick Greene, sugere que, eventualmente, a inteligência artificial deva ser “totalmente integrada” ao processo de subscrição e sinistros.

Greene acredita que empresas mais ágeis implantarão cada vez mais sistemas de subscrição automatizados que usam aprendizado de máquina e tecnologia de IA para pré-avaliar os candidatos e identificar aqueles que podem ser encaminhados por meio de um “processo de subscrição mais leve”. Dessa forma, segundo ele, as seguradoras eliminariam totalmente a necessidade de interações face a face, como visitas de reguladores de sinistro.

Fonte: A Federação Global de Associações de Seguros (GFIA)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *